Virgula http://m.virgula.uol.com.br Música, diversão, estilo de vida e vídeos para pessoas de alma jovem de todas as idades Fri, 18 Aug 2017 21:22:00 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=4.0.1 Essas fotos foram tiradas nos mesmos lugares de gravação de Game Of Thrones http://m.virgula.uol.com.br/viagem/essas-fotos-foram-tiradas-nos-mesmos-lugares-de-gravacao-de-game-of-thrones/ http://m.virgula.uol.com.br/viagem/essas-fotos-foram-tiradas-nos-mesmos-lugares-de-gravacao-de-game-of-thrones/#comments Fri, 18 Aug 2017 19:43:30 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242896 Tiia Ohman e Satu Walden são dois blogueiros de viagens da Finlândia que viajam pelo mundo em busca de locais de filmes e programas de TV. O projeto se chama Fan Girl Quest e Game of Thrones acaba de entrar na “caça ao tesouro” da dupla.

Até agora, a série os levou para a Irlanda do Norte e para a Islândia – e as fotos são realmente maravilhosas. É quase como se você se sentisse parte da série, vendo os cenários deslumbrantes com os próprios olhos.

E como é encontrar esses locais de filmagem?

“Os locais para séries e filmes geralmente são bem documentados na internet, já que não somos os únicos que fazem o turismo de cinema”, dizem os criadores do projeto.

“Às vezes – como nos locais de Hannibal em Florença – temos que ser verdadeiros Sherlocks sobre isso”. “Nós mantemos um olho em edifícios e formas reconhecíveis, cenários, sinais de rua e, em seguida, usamos coisas como o Google Street View”.

Olha que massa!

Veja a galeria

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/viagem/essas-fotos-foram-tiradas-nos-mesmos-lugares-de-gravacao-de-game-of-thrones/feed/ 0
Bom, bonito e barato: papel adesivo é opção fácil para repaginar a casa http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/bom-bonito-e-barato-papel-adesivo-e-opcao-facil-para-repaginar-a-casa/ http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/bom-bonito-e-barato-papel-adesivo-e-opcao-facil-para-repaginar-a-casa/#comments Fri, 18 Aug 2017 18:42:02 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242886 Chega uma hora em que enjoamos das cores das paredes, dos quadros, dos detalhes, e não adianta mais sair arrastando móveis pela casa em busca de uma mudança, não.

Papel adesivo com estampa geométrica

Reprodução / Pinterest Papel adesivo com estampa geométrica

Para quem está com o orçamento apertado, os papeis de parede adesivos são uma ótima opção. Além de terem um custo menor, são práticos na hora de aplicar, versáteis, e podem ser facilmente trocados quando bater aquele enjoo da decoração. As diferentes estampas e estilos podem dar um novo ar para os cômodos e fazer toda a diferença nos ambientes.

Separamos 20 ideias para você se inspirar e dar aquela repaginada na sala, nos quaros, na cozinha e até no banheiro. Confira!

 

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/bom-bonito-e-barato-papel-adesivo-e-opcao-facil-para-repaginar-a-casa/feed/ 0
Black Latte: conheça o café que vai fazer a cabeça dos góticos de plantão http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/black-latte-conheca-o-cafe-que-vai-fazer-a-cabeca-dos-goticos-de-plantao/ http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/black-latte-conheca-o-cafe-que-vai-fazer-a-cabeca-dos-goticos-de-plantao/#comments Fri, 18 Aug 2017 18:26:50 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242840 Para os góticos, coisas pretas e trevosas nunca são o bastante. Queremos mais escuridão, pesadelos, lacração das trevas, sim! Por isso, até mesmo as nossas comidas favoritas têm ganhado versões góticas, de pizza a sorvetes cremosos.

Em Nova York, porém, o babado da vez tem nome e sobrenome: Matte Black Latte, de um café coreano chamado Round K, que promete ser mais escuro do que as almas góticas.

Ockhyeon Byeon, inventor do drink, afirmou que a inspiração surgiu dos pedidos mais frequentes dos clientes, que sempre querem café preto – embora ele seja marrom, na verdade.

Essa belezura leva leite de amêndoas, café expresso, um pouco de cacau e uma cobertura cremosa de coco e marzipã, com carvão ativado. Deu água na boca? Por aqui, sim!

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/casa-e-comida/black-latte-conheca-o-cafe-que-vai-fazer-a-cabeca-dos-goticos-de-plantao/feed/ 0
Diretor de ‘De Volta Para o Futuro’ tem projeto de live-action para ‘Os Jetsons’ http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/diretor-de-de-volta-para-o-futuro-tem-projeto-de-live-action-para-os-jetsons/ http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/diretor-de-de-volta-para-o-futuro-tem-projeto-de-live-action-para-os-jetsons/#comments Fri, 18 Aug 2017 17:49:40 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242843 'Os Jetsons' ganhará live-action

Divulgação ‘Os Jetsons’ ganhará live-action

O lendário produtor Robert Zemeckis, famoso por dirigir Forrest Gump  De Volta Para o Futuro,  está preparando um episódio teste para o live-action de Os Jetsons . O projeto foi encomendado pela ABC, emissora que originalmente exibiu o desenho entre 1962 e 1963.

As informações são da Variety. De acordo com a publicação, um piloto especial está pronto para ser analisado e pode originar uma temporada completa, uma vez que a produção seria exibida em formato de série.

Criado por Hanna-Barbera, Os Jetsons  tiveram 24 episódios realizados nos anos 1960 e mais 41 na década de 1980. A história acompanhava a rotina de George, Jane, Judy e Elroy Jetson, além da diarista robô Rosie e do cachorro Astro. A comédia se passava no futuro.

Veja a galeria

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/diretor-de-de-volta-para-o-futuro-tem-projeto-de-live-action-para-os-jetsons/feed/ 0
“Maior revolução da música é acesso das plataformas digitais”, diz Sabrina Malheiros http://m.virgula.uol.com.br/musica/tenho-amigos-estrangeiros-com-colecoes-incriveis-de-discos-brasileiros-afirma-sabrina-malheiros-pioneira-da-nu-bossa/ http://m.virgula.uol.com.br/musica/tenho-amigos-estrangeiros-com-colecoes-incriveis-de-discos-brasileiros-afirma-sabrina-malheiros-pioneira-da-nu-bossa/#comments Fri, 18 Aug 2017 17:30:20 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242831 Sabrina Malheiros

Renata Ferro Sabrina Malheiros

Com três discos lançados pela Far Out Recording, Sabrina Malheiros chega a mais um lançamento pela gravadora inglesa Clareia. O álbum já chegou entrando em rankings do Japão e Europa e conquistando o primeiro lugar no top chart do Bandcamp.

Leia nossa conversa com a pioneira da nu-bossa, que começou a carreia há mais de dez anos, que conta ainda buscar ampliar seu público no país e que vê resultados com os números de conterrâneos crescendo nas plataformas de streaming.

Ela falou também sobre tendências e indicou Thundercat e Hiatus Kaiyote como alguns de seus artistas preferidos da atualidade.

A música brasileira com beats e synths esteve muito na moda há um tempo, mas muitos artistas sumiram ou mudaram de estilo. Por que você se mantém fiel a estas origens? – Já que seu pai é um herói do fusion (ela é filha do baixista do Azymuth, Alex Malheiros).
Sabrina Malheiros - Quando lancei o meu primeiro disco em 2005, essa mistura de música brasileira com elementos eletrônicos estava realmente em evidência no mundo. Apesar da minha essência musical ser orgânica pois cresci ouvindo João Gilberto, Baden Powell, Tom Jobim, Marcos Valle, Tamba Trio (e claro Azymuth), a nu-bossa é minha identidade. Eu me encontrei bem cedo e sempre caminhei por esse universo da bossa jazz e suas vertentes. Meu segundo álbum, por exemplo ‘New Morning’ de 2008, teve uma sonoridade bem mais acústica e o disco contou com a participação luxuosa do maestro Arthur Verocai que fez os arranjos de cordas e metais. Mas sempre com uma pitada eletrônica. O povo quer dançar.

Que características acha que sua música tem que agrada o mercado japonês e europeu, já que seu selo é inglês?Sabrina  - Eu acredito que essa linguagem contemporânea atrai um público mais eclético e curioso, mente aberta …é interessante ver aquela geração que começou a ouvir a nu-bossa no início do movimento, hoje se tornarem grandes conhecedores e colecionadores de Lps brasileiros. Tenho amigos estrangeiros com uma coleção incrível de discos brasileiros, só raridade…e hoje, sou eu que aprendo sobre música brasileira com eles.

Como é para você fazer mais sucesso fora do Brasil que aqui?
Sabrina  - É uma honra ter a minha música reconhecida em tantos lugares por aí. Mas eu continuo na luta e na esperança de poder inspirar também o público brasileiro. Buscando oportunidade de distribuir meus discos no Brasil através de um selo nacional mas, eu percebo que mesmo sem um lançamento formal do meu trabalho no Brasil está havendo uma crescente no número de brasileiros que vem descobrindo minhas músicas nas plataformas de streaming. Isso é maravilhoso.

Que acredita que esteja acontecendo de mais novo na música hoje?
Sabrina  – Acho que a maior revolução da música é o fácil acesso que as plataformas digitais estão dando ao público. Essa possibilidade de conhecer uma infinidade de músicas na palma da mão, é fascinante. Hoje se você tiver o mínimo de curiosidade, você mesmo cria sua playlist, super bacana e cheia de música boa que você jamais escutaria na rádio ou TV. Nada mais democrático.

Que nomes da nova cena, não apenas brasileira, mais gosta de indica?
Sabrina  – Atualmente tenho acompanhando o trabalho do Thurdercat, Hiatus Kaiyote – ambos tem uma sonoridade bem única e experimental. Tem um músico britânico chamado Jack Garratt que faz um som interessante também. Ouço muito o pianista de jazz Robert Glasper que caminha pelo universo do hip-hop, soul e R&B. E artistas da cena R&B mais alternativa como o D’angelo, Jill Scott, Raphael Saadiq, Erykah Badu. No Brasil, a música do Lucas Arruda me entusiasma bastante.

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/musica/tenho-amigos-estrangeiros-com-colecoes-incriveis-de-discos-brasileiros-afirma-sabrina-malheiros-pioneira-da-nu-bossa/feed/ 0
Thundercat venceria supremacia branca todas as noites por 7 a 1 http://m.virgula.uol.com.br/musica/thundercat-venceria-supremacia-branca-todas-as-noites-por-7-a-1/ http://m.virgula.uol.com.br/musica/thundercat-venceria-supremacia-branca-todas-as-noites-por-7-a-1/#comments Fri, 18 Aug 2017 16:07:05 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242798 Thundercat no Sesc Pompeia

Érika Mayumi Thundercat no Sesc Pompeia

Thundercat hooo….

Celebrado como uma das grandes novidades da música atual, o baixista e cantor Thundercat, que se apresentou na quinta (17), no Jazz na Fábrica, do Sesc Pompeia, e volta ao palco do festival nesta sexta, emerge como uma das maiores forças da cultura dos Estados Unidos. Em tempos em que o pesadelo do fascismo e do racismo encontram ressonância em um certo presidente e na manifestação de Charlottesville, o músico de 32 anos é um antídoto contra a insana teoria da supremacia branca.

Partindo da premissa de que o jazz é uma das maiores expressões da cultura estadunidense, Thundecat se situa em um paralelo que começa com os músicos negros do be bop, que tocavam tão rápido que não podiam ser imitados por brancos, casos como Charlie Parker e Dizzy Gillespie.

De Los Angeles, Stephen Bruner, o Thundercat, também tem relação com a revolução seguinte, o hard pop, que veio da Costa Oeste.

Aos 32 anos, o dedilhado mais rápido do oeste, faz parte da turma do selo BrainFeeder, também de LA, de onde surgiram Flying Lotus, Kamasi Washington, Miguel Atwood-Ferguson, Austin Peralta, Taylor Mcferrin. Uma galera apresentada como a nova geração que fez com que o jazz voltasse a ser cool – como se algum dia tivesse deixado de ser.

Metralhadora de notas musicais com seu baixo de seis cordas, Thundercat não erra uma, não perde nada, ao contrário do que seu rebuscamento barroco poderia sugerir.

Sua apresentação não é só jazz, se relaciona também com serviços de barulheira prestados ao Suicidal Tendencies. É hardcore ser preto em um país em que nazis não tem vergonha de ser anti-negro, anti-latino, anti-mulher, anti-gay, anti-trans, anti-semita, anti-árabe. E para quem ama o jazz, expressão da liberdade, estar próximo da majestade de Thundercat é um bálsamo. Ódio se dissolve diante do milagre da sua música.

O fato é que Bruner é um Neymar; Justin Brown (bateria) seria Gabriel Jesus; Dennis Hamm (teclado), Paulinho. Se fosse um jogo, todas as noites eles humilhariam os supremacistas brancos com um 7 a 1.

 

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/musica/thundercat-venceria-supremacia-branca-todas-as-noites-por-7-a-1/feed/ 0
Supremacista branco ameaça queimar jornalista negra e latina em entrevista http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/supremacista-branco-ameaca-queimar-jornalista-negra-e-latina-em-entrevista/ http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/supremacista-branco-ameaca-queimar-jornalista-negra-e-latina-em-entrevista/#comments Fri, 18 Aug 2017 15:12:55 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242810 Jornalista foi ameaçada em entrevista

Reprodução Jornalista foi ameaçada em entrevista

Uma jornalista latina e negra foi ameaçada por um líder de um dos grupos do movimento racista Ku Klux Klan (KKK) durante uma entrevista nos Estados Unidos. Ilia Calderón enfrentou o supremacista branco durante todo o momento.

Calderón é repórter da Univision, canal de TV destinado aos latinos que vivem nos EUA. Ela visitou Chris Barker, líder da KKK, em sua casa na Carolina do Norte. No momento em que chegou, ele já pediu que ela voltasse para seu país.

Durante a conversa, o racista chamou a mulher de “crioula” e ameaçou queimá-la. “Mas provavelmente não agora”, disse ele.

“Nós não temos nada aqui nos Estados Unidos e vocês continuam a enchê-lo. Mas como Deus diz, o próprio Yahweh diz, nós os expulsaremos daqui”, prometeu ele.

Barker seguiu com as ameaças. Ao ser perguntado por Calderón como eles pretendiam queimar 11 milhões de imigrantes, ele respondeu: “nós matamos seis milhões de judeus da última vez. 11 milhões não são nada.”

A entrevista foi em julho, antes do movimento de direita que reuniu supremacistas brancos, nazistas e outros grupelhos de ódio em Charlottesville na última sexta-feira (11). A repórter chegou a acompanhar um ritual em que membros da KKK – homens e mulheres – queimam uma cruz. O nome do grupo é Loyal White Knights e eles participaram do ato violento da última semana.

Veja a galeria

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/supremacista-branco-ameaca-queimar-jornalista-negra-e-latina-em-entrevista/feed/ 0
Rock in Rio: vá ao festival e não deixe de conhecer os melhores restaurantes da cidade http://m.virgula.uol.com.br/musica/rock-in-rio-va-ao-festival-e-nao-deixe-de-conhecer-os-melhores-restaurantes-da-cidade/ http://m.virgula.uol.com.br/musica/rock-in-rio-va-ao-festival-e-nao-deixe-de-conhecer-os-melhores-restaurantes-da-cidade/#comments Fri, 18 Aug 2017 14:42:44 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242677

Cota-200-Restaurante_Ambiente_MCA-Estúdio-7-700x325

O Rock in Rio está chegando. O mega festival vai rolar de 15 a 24 de setembro na nova Cidade do Rock, no Parque Olímpico do Rio de Janeiro, e convenhamos, não dá para ir até a cidade maravilhosa e não fazer o tradicional turismo; aproveitar as praias lindíssimas, passear pelas paisagens naturais que se misturam com o clima urbano das ruas e dos prédios charmosos, e claro, experimentar os ótimos restaurantes que o município oferece. Ou você acha que é só São Paulo que tem locais incríveis para comer? Puro engano.

Selecionamos alguns restaurantes do Rio que você precisar conhecer quando for ao festival (ou em outras épocas também). Tem dos luxuosos em bairros nobres aos mais modestos, como na mureta da Urca por exemplo, com uma vista incrível de alimentar a alma e não somente o estômago. Tem os hipsters também, para quem queira um lugarzinho mais descolado e menos turístico. Todos com menus distintos e qualidade aprovadíssima, claro.

Confira as nossas dicas:

1. Ales Francês

Se você aprecia a alta gastronomia francesa, esse é o lugar! Comida ótima e a carta de vinhos mais ainda. E o melhor, tem uma vista de frente para o mar. Dá para passar a tarde toda apreciando a paisagem e curtindo a good vibe.

Rua Candido Gaffree, próximo ao 48. Bairro: Urca

getlstd-property-photo

(Foto: divulgação)

2. Rubaiyat Rio de Janeiro

Aqui o lance é comida da fazenda e especializada em carnes. O restaurante oferece um cardápio que mistura os premiados cortes bovinos selecionados na exclusiva Fazenda Rubaiyat, em Dourados (MS). Para encher a pança e sair satisfeito.

Rua Jardim Botânico, 971. Bairro: Jardim Botânico

rubaiyat-rio-de-janeiro-exterior-b3d56

(Foto: divulgação)

3. Camelo Pizzaria

Quem resiste a uma pizza, hein? A Camelo é famosa por sua pizza de massa fina e seus variados sabores. O espaço é mais um atrativo, localizado em um belo casarão tombado pelo patrimônio histórico cultural, com decoração agradável e despojada. Um charme.

Av. Henrique Dumont, 57. Bairro: Ipanema

camelo-pizzaria-ipanema-ambiente-477f6

(Foto: divulgação)

4. Gaia Art & Café

Uma mistura de café, bistrô e que também funciona como espaço cultural. Lugar super harmonioso e aconchegante. O cardápio oferece apenas pratos à base de alimentos orgânicos, sempre dedicando atenção especial a produtos de origem artesã. Os hipsters e modernos adoram.

R. Gustavo Sampaio, 323. Bairro: Leme

gaia-art-cafe-sala-4c8f0

(Foto: divulgação)

5. Cota 200

O nome Cota 200 é porque o lugar fica a exatos 200 metros acima do mar. O cardápio é variado e a arquitetura é futurística, fechada por imensos painéis de vidros e coberta por uma estrutura metálica tencionada por cabos de aço. A visão é de 180º do alto do Morro da Urca. Precisa dizer mais?

Av. Pasteur, 520. Bairro: Urca

Cota-200-Restaurante_Ambiente_MCA-Estúdio-7-700x325

(Foto: divulgação)

6. Aprazível

A dica é curtir um final de tarde super poético e romântico no restaurante, que tem uma vista lindíssima para a Baía de Guanabara. O cardápio? Cozinha mineira daquelas mega bem temperadas.

Rua Aprazível, 62. Bairro: Santa Tereza

Captura de Tela 2016-08-10 às 4.12.43 PM

(Foto: divulgação)

7. Churrascaria Majórica

Aqui o assunto é a excelência no preparo do churrasco tradicional e pescados à la carte. Em um ambiente rústico, com pratinhos pendurados nas paredes, lustres vistosos e lampiões, os objetos diversos dão a sensação de estar na casa de campo da vovó.

Rua Senador Vergueiro, 11/15. Bairro: Flamengo

churrascaria-majorica-espaco1-08e1a

(Foto: divulgação)

8. L’Entrecote de Paris

Mais um com especialidade francesa. O prato mais recomendado desta rede é o suculento entrecôte fatiado, servido com fritas em modo refil e recoberto com o molho secreto da casa. Você escolhe o ponto da carne e a bebida, depois é só degustar essa delícia.

Rua Prudente de Morais, 1387. Bairro: Ipanema

l-entrecote-de-paris-barra-entrada-02a4a

(Foto: divulgação)

9. Capricciosa

Pizzaria ideal para jantares e happy hours. A casa oferece mais de 30 sabores, entre clássicos, criativos, exclusivos e sem glúten. O carro-chefe é a Marguerita Gourmet, com a mussarela de búfala artesanal da casa, tomates italianos, lascas de queijo parmigiano e manjericão fresco.

Rua Vinícius de Morães, 134. Bairro: Ipanema

capricciosa-copacabana-entrada-98341

(Foto: divulgação)

 10. Bar e Restaurante Urca

Como não poderia faltar, um dos mais belos cartões postais do Rio. O Bar e Restaurante Urca fica às margens da Baía de Guanabara e oferece o melhor da tradição gastronômica carioca, resultado da cozinha portuguesa e que resultou na chamada cozinha brasileira. Dica: antes da refeição tome uma cervejinha sentado na mureta da Urca, é muito bom pra ficar pensando melhor, como dizia Chico Science.

Rua Cândido Gafree, 205. Bairro:Urca

Restaurante-e-Bar-Urca-RJ-3

(Foto: divulgação)

Quer curtir o Rock in Rio com acompanhante?

A inovadora empresa de tecnologia móvel Veek está fazendo uma parceria com a rádio Mix FM, a #VeekinRio, que vai sortear pares de ingressos do festival e também camisetas. Para participar é fácil: vá ao site especial da Veek, efetue seu cadastro e compre um ou mais VeekChips no valor de R$ 20 cada, através de cargas dos VeekChips em quantia mínima de 30 “Pilas” cada, que são as moedas virtuais da empresa Veek utilizadas como forma de crédito nas linhas dos usuários.

Feito o cadastro é só seguir as regras, cadastrar a sua nota fiscal e responder à pergunta “Qual é o chip oficial do Rock in Rio?”, dentre as opções “VeekChip” e “BatataChip”, com a resposta correta “VeekChip”. Os sorteios serão realizados dias 23 e 30 de agosto, e 6 de setembro.

Boa sorte e rock on!

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/musica/rock-in-rio-va-ao-festival-e-nao-deixe-de-conhecer-os-melhores-restaurantes-da-cidade/feed/ 0
A Força do Querer: Bibi muda visual e vira chefe do tráfico no morro http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/a-forca-do-querer-bibi-muda-visual-e-vira-chefe-do-trafico-no-morro/ http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/a-forca-do-querer-bibi-muda-visual-e-vira-chefe-do-trafico-no-morro/#comments Fri, 18 Aug 2017 14:19:59 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242800 Bibi se tornará chefe do tráfico

Sergio Baia/Divulgação Bibi se tornará chefe do tráfico

Nos próximos capítulos de A Força do Querer , Bibi Perigosa (Juliana Paes) assumirá o posto de chefe do tráfico no morro e, para isso, mudará de visual. Paes clareou os cabelos em seu próprio salão, mostrando o resultado nesta quinta-feira (17).

Bibi começará a comprar roupas de marca para ela e Rubinho (Emilio Dantas) e a ostentar na comunidade. Ela mandará pintar uma declaração de amor no muro de sua casa e alugará um helicóptero para jogar pétalas de rosas no aniversário dele.

Seduzida por tanto poder, Bibi se deixará fotografar em um montante de dinheiro e chamará a atenção da polícia, fazendo com que ela se torne fugitiva assim como o marido.

Veja a galeria

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/tvecinema/a-forca-do-querer-bibi-muda-visual-e-vira-chefe-do-trafico-no-morro/feed/ 0
Músicas racistas são retiradas do Spotify após manifestação de supremacistas brancos http://m.virgula.uol.com.br/musica/musicas-racistas-sao-retiradas-do-spotify-apos-manifestacao-de-supremacistas-brancos/ http://m.virgula.uol.com.br/musica/musicas-racistas-sao-retiradas-do-spotify-apos-manifestacao-de-supremacistas-brancos/#comments Fri, 18 Aug 2017 13:42:30 +0000 http://virgula.xhtm.com.br/?p=1242783 Menino protesta contra marcha racista em Charlottesville

Stephen D. Melkisethian via Visualhunt Menino protesta contra marcha racista em Charlottesville

A manifestação de racistas que tinha como pano de fundo “unir a direita”, mas que na verdade era um marcha contra negros, gays, judeus e outras minorias, também teve seu reflexo no mercado musical. De acordo com um porta-voz do serviço de streaming Spotify, algumas bandas foram removidas por trazer discurso de ódio de supremacistas brancos.

A decisão saiu após o Digital Music News listar 37 “artistas” supremacistas que ainda tinham músicas na plataforma. O porta-voz disse à Billboard que alguns já foram removidos e outros estão sob análise.

Outros serviços de streaming também enfrenta a questão.  Relatório de 2014 do Southern Poverty Law Center mostrou 54 bandas supremacistas vendendo músicas no iTunes. A companhia removeu os citados.

]]>
http://m.virgula.uol.com.br/musica/musicas-racistas-sao-retiradas-do-spotify-apos-manifestacao-de-supremacistas-brancos/feed/ 0