Abalada, Kim Kardashian conta que achou seria estuprada e morta em assalto em Paris

Por Redação Virgula
20/03/2017

Kim Kardashian

E!/Reprodução Kim Kardashian

No último domingo (19), foi ao ar o episódio de Keeping Up with the Kardashians que fala sobre o assalto que Kim sofreu em Paris, em outubro do ano passado. O programa começou com Kanye West apresentando Heartless em turnê por Nova York, quando recebeu a notícia do assalto de sua mulher.

“Às 3h da manhã, estava em uma balada quando recebi uma mensagem de texto. Kim me ligou logo depois, do celular de Simone, gritando por ajuda com toda a força que tinha”, contou Kourtney Kadarshian. “Fui acordada com essa ligação e foi uma das piores noite da minha vida. Enquanto eu falava com ela, eu tentava acordar todo mundo. Eu estava arrasada e em choque”, disse Kris Jenner, matriarca do clã Jenner-Kardashian.

“Quando eu cheguei ao hotel dela, eu só lembro de jogar meu braços para acolher Kim e pensar: ela está viva! Nós todos estávamos tão traumatizados que deixamos Paris antes de amanhecer”, relembra Kris Jenner.

Imagens da cena do crime do assalto que Kim Kardashian sofreu em Paris, sob a mira de uma arma em outubro de 2016, foram divulgadas pela TV francesa no último domingo (19)

Reprodução/TF1 Imagens da cena do crime do assalto que Kim Kardashian sofreu em Paris, sob a mira de uma arma em outubro de 2016, foram divulgadas pela TV francesa no último domingo (19)

Depois de todas essas declarações, o episódio mostrou Kim de volta e já reunida com sua família e marido. “Eu não quero chorar na frente das crianças. Não quero que eles se assustem”, disse Kim a Kanye antes de encontrar os filhos, North e Saint. “Se alguma coisa tivesse acontecido com você, eu não pararia até que eles estivesse mortos”, disse o rapper de 39 anos sobre os ladrões.

“A ideia de perder Kim é emocionalmente assustadora e difícil de superar. Fico tão triste que tudo isso tenha acontecido em Paris, cidade que amamos tanto e temos memórias tão incríveis”, lamenta Kris.

Mais tarde, depois de dizer que simplesmente não consegue relaxar e que seu corpo está “exausto” há três dias, Kim conta para as irmãs, Khloé and Kourtney, como se sentiu durante o assalto. “Eu chamava por vocês e não havia resposta”, explicou ao falar que ouviu os homens entrando em seu quarto de hotel, pensando que era Kourtney voltando da balada. “Meu coração estava realmente tenso. Meu estômago estivesse retorcendo, eu me perguntava o que estava acontecendo, eu sabia que alguma coisa não estava certa”, disse.

A estrela do reality show disse, então, que chegou a pensar que seria estuprada e morta. “Ele agarrou minhas pernas – eu estava nua- ele me puxou para frente da cama e eu pensei: ‘ok! esse é o momento que ele vai me estuprar’. Eu me preparei psicologicamente para isso, mas ele não fez isso. Ele passou fitas pelas minhas pernas e tinha uma arma apontada para mim. Eu sabia que ele naquele momento que ele estava pronto para atirar na minha cabeça”, afirmou.

“Eu rezei para que Kourtney conseguisse viver uma vida normal depois de me encontrar meu corpo na cama. Eu tenho uma família, tenho meus filhos e marido, minha mãe, não queria que fosse desse jeito”, disse. “Depois, eles me pegaram, me colocaram na banheira e fugiram. Tudo era substituível. Nada daquilo importava”, completou, abalada e chorando.

você tem que ler